Polícia caça novo Lázaro após assassinatos em série

Cerca de 50 pessoas da Polícia Militar e da Polícia Civil atuam em uma força-tarefa montada para a caça de Wanderson Mota. As equipes contam ainda com um helicóptero e cães farejadores.

O cenário é parecido com o da fuga de Lázaro Barbosa, que aproveitou a mata da região para se esconder da polícia ao longo de sete semanas. A caçada policial terminou com a morte do criminoso, após uma troca de tiros, no fim do mês de julho de 2021.

Desta vez, o suspeito também é um caseiro, de 21 anos, que atacou e matou a esposa que estava grávida de quatro meses e também a enteada dele, de dois anos. O crime ocorreu no domingo (28.nov) em Corumbá de Goiás.

Após os homicídios na fazenda onde trabalhava, Wanderson Mota roubou a arma do patrão e assassinou um outro fazendeiro. Ele também tentou abusar sexualmente da esposa da vítima. A mulher foi atingida por um tiro no ombro, caiu e se fingiu de morta para escapar do assassinato.

Depois de matar o fazendeiro Roberto Clemente, o caseiro fugiu com a caminhonete dele, levando também o revólver e alguns bens, como celulares. De acordo com o delegado Tibério Martins, um dos responsáveis pela caçada ao fugitivo, afirmou que um homem foi preso após comprar um aparelho oferecido pelo caseiro. Para o delegado, a intenção do caseiro Wanderson era juntar dinheiro para continuar a fugir.

Apesar das semelhanças com o caso Lázaro, a polícia está agindo com cautela. Por enquanto, preferem divulgar poucas informações e descartaram a necessidade dos moradores das regiões de Abadiânia e Alexânia abandonarem suas casas.

bn3
bn2
bn luanny moveis grande
IMG-20220209-WA0018
bn2-1024x305 landry mobile melhor
_cifraesportes
bn3
bn2
bn luanny moveis grande
IMG-20220209-WA0018
bn2-1024x305 landry mobile melhor
_cifraesportes
Estamos Online